Décima oitava primavera

terça-feira, abril 24, 2018
Imagem


A coisa mais admirável nela é sua maturidade. Ela é infantil quando pode, mas sabe ser madura nos momentos necessários. Em discussões ela sempre tem bons argumentos, e se os seus forem chulos e você não perceber isso, ficará discutindo sozinho. Brigas? Ou ela resolve como adulta ou vocês não vão mais se falar, até porque ninguém merece ficar de "lenga-lenga", não é?

Apesar de ser madura, ela parece uma criança. Chama todo mundo de "tia" e faz vozinha fina quando fica chateada. Sempre está cantarolando uma música (na verdade faz isso quando está feliz, o que acontece na maioria do tempo).

Sabe uma pessoa que topa tudo? Ela é assim. Se esforça para sempre agradar quem ela ama e quer por perto. Tenta entender o seu lado e te ajudar. Sempre vai querer o melhor para você.

Uma coisa invejável (de inveja boa, viu?) é a sua organização. Quem em pleno 2018 consegue estudar, deixar as séries em dias, ver as atualizações do Twitter e ainda dormir? Só ela mesmo.

Ela é uma das pessoas mais bonitas que eu conheço, por dentro e por fora. Muitas vezes já me peguei olhando-a e pensando ou até mesmo comentando com quem estava ao meu lado "ela é tão bonita, né?". Sua luz brilha por onde você passa. Você é uma criança adulta há muito tempo ao meu ver, e é uma pessoa que serve de inspiração para mim, seja sempre maravilhosa exatamente do jeito que você é. Parabéns por mais uma primavera, nunca se esqueça de mim.
  • Share:

Resenha: Eleanor & Park

segunda-feira, abril 23, 2018
Eu faço parte de um clube do livro (yay!), e vou contar mais sobre ele em breve. O primeiro livro que escolhemos foi Eleanor & Park, e foi a primeira vez na minha vida que li um livro em PDF!

Título: Eleanor & Park
Autora: Rainbow Rowell
Páginas: 328
Editora: Novo Século

Sinopse

Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e "grande" (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo. 

Minhas impressões


Eleanor é de uma família problemática típica: seu pai não liga pra ela e nem para os irmãos, seu padastro é um babaca e acha que manda em tudo, e sua mãe sempre defende o padastro, mesmo sabendo que ele está errado sempre. Park tem uma família lindíssima que todo mundo queria ter: um irmão, mãe e pai casados e uma casa linda.

O livro conta a história de como esses dois se apaixonam e o relacionamento deles. Os personagens poderiam ser mais interessantes, com certeza. Acontecem tantas coisas na vida de Eleanor que nós ficamos esperando uma reação e ela não faz nada. Parece que ela nem tem a idade que tem, às vezes ela demonstra não ter maturidade para certas situações. Park acaba sendo um personagem secundário nessa história. Apesar de contar a história dos dois, senti que o livro foi muito mais focado na personagem da Eleanor, e muitas vezes quando aparecia algo sobre a vida de Park, era mostrado o ponto de vista de Eleanor em relação a isso.

O desfecho da história deixou a desejar. Eu esperava um plot twist incrível, o que não aconteceu.

Em resumo: achei uma leitura parada e sem emoção. Os personagens poderiam ser mais explorados, inclusive o próprio enredo poderia ter sido melhor trabalho.

Sobre eu ler um livro em PDF pela primeira vez: o ponto positivo foi poder adicionar comentários a certas partes da história (coisa que eu não faria com um livro físico). Mas, confesso que ainda prefiro carregar um peso a mais na bolsa e ter o prazer de tocar um livro ao lê-lo!

Minha (humilde) classificação: ★☆☆☆☆

Você já leu esse livro? O que achou?
  • Share:

5 on 5: Organização

segunda-feira, março 05, 2018
5 on 5 é um projeto onde cinco blogs devem fazer um post com cinco fotos, todo dia cinco de cada mês, seguindo o tema escolhido pelos próprios membros.

O tema que escolhemos para Março é organização. Confesso que a primeira coisa que pensei foi: "como vou fazer um post sobre algo que está em falta na minha vida?". Esse semestre eu comecei muitas coisas novas e estou me adaptando e tentando me organizar em relação a tudo. Infelizmente eu não tive tempo o suficiente para tirar fotos específicas para esse post, então vou utilizar algumas antigas (que eu nem lembrava que existiam)!


Quase todas as fotos são da Casa Cor. Uma feira/exposição onde arquitetos e designers montam ambientes (internos e extrenos) incríveis e extremamente organizados! Eu adoro essa feira, sempre rende ótimas fotos e traz bastante inspiração. Essas duas primeiras imagens são da Casa Cor de 2016.



Essa é a única foto que não é da Casa Cor. É uma tentativa de Flatlay. Será que deu certo?



Essas duas últimas imagens são da Casa Cor de 2017. Fala se não da vontade de ter cantinhos assim em casa?


Qual foto você mais gostou?

Confira os posts dos blogs participantes do projeto: Fala Tef | Espelho Mania | Coruja Geek | Stylist Online
  • Share:

Links do mês: Fevereiro (2018)

domingo, março 04, 2018
No começo do mês eu estava parada, sem estudar, sem trabalhar, só ficava na internet, e li muita coisa legal por aqui e que vale a pena compartilhar!


Esse primeiro post é incrível. São dicas de como ajudar o seu blog favorito, post feito lá no Manual da Blogueira. Acho que todos deveriam ler esse post, inclusive você, meu leitor, para saber como me ajudar por aqui! :)

A Sabrina fez um texto para ela mesma, só que ela de anos atrás. E que amor de texto!

Você tem o sonho de morar sozinho? A Gislaine deu dicas (daquelas que ninguém te conta) para você seguir antes de fazer isso acontecer!

Eu nunca me vi tão representada em um texto como esse: "Ela é carnaval".

Vocês adoram posts fotográficos, né? Esse aqui só tem fotos maravilhosas, e que podem servir de inspirações para vocês.

Sabe quando você simplesmente não está com vontade de se depilar e as pessoas dizem que mulher tem que se cuidar e pipipi popopo? A Sabrina fez um texto/desabafo sobre isso.

Depois de visitar todos os links, me diz qual você mais gostou! E se você tiver um post super legal (que escreveu ou que leu) e que acha que vale a pena ser compartilhado, me manda que eu ficarei super feliz em ler!

  • Share:

As coisas que eu mais amo em mim

segunda-feira, fevereiro 19, 2018
O grupo Blogueiras empoderadas é um grupo onde tentamos trazer temas para trabalhar a autoestima, discutir temas relacionados ao empoderamento e etc (já clica no link para fazer parte).

O tema da blogagem coletiva de fevereiro do grupo é: as coisas que eu mais amo em mim. Vale coisas interiores e exteriores!


1. Não desistir das pessoas
Sabe quando uma pessoa da uma bola fora e você não confia mais nela? Eu também não confio, mas confiando (que?). Eu sempre tenho esperanças que as pessoas podem mudar/melhorar, acho que isso é bom, né?

2. Não ter vergonha de ser quem sou
Eu AMO ser quem eu sou. Não tenho vergonha de ser do meu jeito, nem da minha aparência.

3. Sempre mudar meu cabelo
Eu SEMPRE mudo meu cabelo e acho legal porque me sinto "renovada". Não tenho medo de mudar, se ficar ruim a gente da um jeitinho, né?

4. Meus cílios
SIM! Uma coisa tão simples, mas que eu amo: meus cílios (naturais) enormes!


Uma publicação compartilhada por Vitória Bruscato 🦁 (@bruscato_vit) em


É difícil listar o que mais amamos em nós mesmos, mas é um bom exercício. Tenta fazer uma listinha sua aí! E pratique o amor-próprio.

Veja também outros posts participantes da blogagem coletiva:


  • Share: